Projeto topográfico: aprenda a planejar corretamente

projetos topográficos

Para o sucesso de empresas e de profissionais, planejar corretamente um projeto topográfico é essencial. Afinal, através desse preparo, as atividades podem ser antecipadamente delineadas para o seu futuro desenvolvimento.

Seu objetivo é dar condições para que os profissionais se organizem a partir de determinadas análises a respeito da realidade atual e a que se pretende alcançar.

Agir com planejamento é a melhor forma de fugir dos imprevistos, garantir os resultados esperados, alcançar a satisfação dos clientes e até mesmo realizar reprogramações quando necessário.

Para a elaboração do projeto topográfico são necessárias informações preliminares, equipamentos, equipe, assim como, monitorar a situação meteorológica. Logo, muitas interfaces precisam conversar entre si para se obter um resultado de qualidade e no prazo definido.

Saber elaborar o projeto é o caminho para obter o êxito em seus serviços. Pensando nisso, mostraremos como você pode otimizar suas atividades. Confira!

O que é um projeto topográfico?

O projeto topográfico é a representação do relevo de uma certa região, definindo suas características. Ele é fundamental para a execução dos trabalhos, pois contém os dados necessários para determinar a melhor locação da construção, como: coordenadas, limites, áreas, metragens, desníveis do terreno e acidentes geográficos, perfil do terreno, entre outros.

Além disso, indica localização de elementos estranhos à obra, posição de árvores, lagos, construções existentes e outros componentes que podem interferir na realização das construções.

Com esse conhecimento, é possível planejar melhor as obras, escolher metodologias de trabalho, e optar pelo emprego de equipamentos mais adequados para cada situação.

Afinal, grande parte dos problemas na etapa de execução de obras estão relacionados a erros ou omissões de dados durante a etapa de levantamento topográfico. Pois, se o terreno da obra não é conhecido, como tomar as melhores decisões?

Planeje o projeto topográfico

Para elaborar um projeto topográfico é necessária a visita à região para conhecer a complexidade, levantar os pontos que necessitam de maior atenção e tomar algumas decisões necessárias para o levantamento, como:

– Dimensionamento da área de interesse;

– Escolha do tipo de levantamento topográfico (planimétrico, altimétrico, planialtimétrico);

– Análise do melhor método de trabalho a ser empregado dependendo das características do terreno, do objetivo da medição e das ferramentas disponíveis;

– Identificação e escolha dos equipamentos necessários e viáveis (estação total, teodolito, nível, receptor GNSS, ecobatímetro, Laser Scanner, drones);

– Análise da competência necessária e o dimensionamento da equipe (engenheiros, técnicos agrimensores, topógrafos, auxiliares de topografia). A escolha da equipe dependerá diretamente do tamanho da área de interesse, dos métodos e equipamentos;

– Estimativa do tempo de trabalho, considerando a possibilidade de ocorrência de imprevistos;

– Levantamento de custos com equipamento, equipe, deslocamento, dentre outros;

– Elaboração de um cronograma de atividades.

Não deixe tudo para a última hora!

Todos nós sabemos que imprevistos acontecem, e por isso, além de planejar é muito importante o monitoramento durante o desenvolvimento das atividades.

O trabalho está caminhando conforme o desejado? Houve algum imprevisto como falha de equipamento, falta de funcionários, situações meteorológicas que dificultaram ou impossibilitaram a execução do serviço? Eles terão impactos na entrega final ao cliente? Será necessário refazer algum planejamento?

Respondendo a essas perguntas você conseguirá lidar com situações inesperadas sem afetar os prazos definidos com o cliente.

Calcule os custos 

Todas as escolhas do desenvolvimento dos trabalhos afetarão nos custos. Medições com drones, por exemplo, são executadas com uma equipe de campo reduzida.

O uso da estação total, por sua vez, exige um maior tempo, além do fato de ser operada por duas pessoas, no mínimo. 

Consequentemente, com o uso do drone, o custo com mão de obra (diárias), alimentação e transporte será menor.

Logo, é essencial que você coloque tudo na ponta da lápis, pois aquilo que parece mais caro, no fim das contas, pode não ser.

Principais erros de planejamento

O valor pago pelo serviço deve ser atrativo ao cliente, afinal qualidade e preço são dois fatores que influenciarão diretamente na decisão dele de contratar ou não os seus serviços.

Sendo assim, listamos alguns erros que comumente acontecem e que tendem a prejudicar o  desenvolvimento de atividades:

– Não definir metas. Como chegar em algum lugar sem saber onde?

– Não estimar tempo para realização de cada atividade. Para estipular prazos de entrega é necessário estimar quanto cada etapa consumirá do tempo total da elaboração do trabalho;

– Deixar de acompanhar e identificar quanto tempo de fato cada etapa demorou finalizar tarefas;

– Não deixar claro as responsabilidade e atividades dos componentes da equipe;

– Não cogitar experiências passadas, sendo elas boas ou ruins;

– Considerar uma margem de segurança irreal ou não planejar uma para a ocorrência de imprevistos;

– Postergar a realização de tarefas mais complexas.

Toda atividade possui um risco, lembre-se disso! Nestes, incluem-se riscos administrativos, gerenciais, e acidentes em campo. Para minimizá-los, é fundamental levar o planejamento a sério.

Preze pela qualidade

Contudo, o cliente deseja, essencialmente, o cumprimento dos prazos e a qualidade dos serviços.

Assim, nós profissionais devemos garantir a boa execução em cada fase dos nossos projetos, para que a qualidade seja projetada para o produto final, o deixando claro, objetivo e com dados suficientes e confiáveis. Além de adequado ao tipo de cliente e ao objeto do contrato.

Por fim, lembre-se, você será a imagem do serviço que entrega! Por isso invista no seu trabalho com utilização de equipe qualificada, equipamentos de qualidade, confiáveis e calibrados.

Portanto, sé é isso que você procura, fale com um consultor especialista da CPE Tecnologia. Ademais, além de indicar a melhor solução para os seus equipamentos, eles oferecem todo o suporte para treinamento e formação profissional.

projeto topográfico

Deixe um comentário