Seu negócio

6 dicas para um bom planejamento de atividades para topógrafos

Escrito por CPE Tecnologia

Organização é essencial para alcançar resultados em qualquer tipo de trabalho. E isso não é diferente na topografia. Para aproveitar ao máximo seu tempo e otimizar seus esforços, realizar um bom planejamento de atividades para topógrafos é fundamental.

O tempo é o insumo mais importante de todo profissional autônomo. E a forma de aproveitá-lo melhor não é apenas trabalhando sem parar, mas sim se preparando para executar cada etapa com precisão e fazendo com que cada hora de serviço renda mais.

Neste artigo, vamos falar sobre a importância do planejamento de atividades na topografia e como otimizar a rotina para multiplicar a produtividade, com 6 dicas que todo profissional da área deve conhecer. Boa leitura!

Qual a importância do planejamento de atividades para topógrafos?

Um topógrafo autônomo precisa dividir sua rotina em uma série de atividades, desde o trabalho no escritório até as visitas ao campo. E além dessas tarefas que remetem ao lado técnico da área, ainda é preciso cumprir com responsabilidades administrativas, como pagamentos, compras de insumos e outras questões burocráticas, sem falar na parte de vendas e atendimento ao cliente.

Muitas vezes, parece que faltam horas no dia para encaixar tanto trabalho. E a impressão de quem está começando na área é de que, para ser um profissional bem-sucedido, é preciso dedicar-se integralmente ao ofício, sem deixar nem um minuto para cuidar da vida pessoal.

Só que não é bem assim. Claro que, para atingir o sucesso, é preciso suar muito e realizar alguns sacrifícios, mas mais importante que a quantidade de horas trabalhadas é a produtividade de cada uma delas. E para fazer mais em menos tempo, um planejamento é algo essencial.

Investir algumas horas em planejamento ajuda na organização do tempo e evita desperdícios, além de garantir agilidade na hora de realizar um trabalho. Em muitos levantamentos topográficos, o tempo de planejamento pode até ser maior que o de execução.

Para se planejar da melhor forma possível, selecionamos 6 dicas fundamentais. Conheça todas!

Quais os pontos fundamentais para um bom planejamento?

1. Utilize uma agenda

A agenda é a fiel companheira de um topógrafo. Ela pode ser tanto de papel como um aplicativo de celular: o mais importante é que ela seja consultada todos os dias.

A função da agenda é registrar todos compromissos do profissional. Isso evita que ele assuma responsabilidades que não possa cumprir e ajuda na hora de planejar a execução das suas tarefas.

Sempre que um novo trabalho for marcado, ele deve ser encaixado na agenda, de preferência com uma estimativa da sua duração. E a recomendação é sempre planejar com um pouco de folga para o caso de imprevistos ou urgências na agenda.

2. Separe um dia para tarefas administrativas

Além do trabalho técnico, o topógrafo autônomo muitas vezes precisa resolver questões burocráticas e responsabilidades administrativas que tomam muito tempo. Uma dica é separar um dia especial para atender a essas obrigações e evitar que elas se tornem distrações nos outros dias da semana.

Visitar um banco ou um cartório, por exemplo, são compromissos que muitas vezes podem levar mais tempo que o estimado, seja por filas ou por complicações administrativas. Colocar esse tipo de atividade no mesmo dia que uma visita ao campo é algo que pode gerar incerteza na agenda.

Dependendo do volume de atividades burocráticas do escritório, não é preciso dedicar um dia inteiro a isso: uma tarde ou manhã basta. Mas mesmo nesses casos, a recomendação é projetar trabalhos no escritório o resto do dia, que podem ser feitos sem um compromisso tão grande com a pontualidade como uma visita ao cliente.

3. Defina prioridades quando surgirem imprevistos

Mesmo com uma agenda exemplar, podem acontecer imprevistos que não estavam nos planos do topógrafo. Algumas vezes a estimativa de tempo para um trabalho foi imprecisa, ou uma chuva prejudicou a produtividade de uma visita ao campo.

Quando isso acontecer, é importante definir prioridades claras do que deve ser feito antes e o que pode atrasar. Saber o que é mais importante é crucial para a produtividade, especialmente em cenários apertados em que pode ser necessário deixar de fazer uma tarefa planejada.

Não existe uma regra geral para priorização, mas geralmente as responsabilidades que envolvem terceiros são compromissos mais complexos de serem reagendados, especialmente quando essas datas foram firmadas com o cliente.

Trabalhos de escritório que podem — em circunstâncias extraordinárias — ser realizados durante a noite ou aos fins de semana costumam ser mais flexíveis na agenda.

4. Faça um checklist do que é necessário para executar o trabalho

Antes de sair para o campo, elabore uma lista de tudo que precisa ser levado e realizado para a execução correta do trabalho. Esse breve planejamento evita que algo seja deixado de lado e ajuda na otimização do tempo de trabalho técnico.

Um checklist é uma ferramenta bem mais confiável que a memória. Com ele, o profissional garante que tudo foi cumprido sem nenhuma omissão por descuido ou distração.

Com o tempo, é possível formatar listas padronizadas com elementos comuns que podem ser customizadas a cada trabalho realizado.

5. Dedique tempo para estudar e aprimorar conhecimentos

Não se esqueça de colocar na agenda tempo para aprimoramento pessoal e desenvolvimento técnico. A topografia não é uma ciência parada no tempo: muito pelo contrário, é preciso acompanhar as tendências e sempre evoluir para não se tornar um profissional obsoleto.

Quanto mais conhecimento o topógrafo detém, mais eficaz ele será na execução dos seus trabalhos, pois cometerá menos erros e gastará menos tempo buscando referências na realização dos seus levantamentos topográficos.

6. Lembre-se de dedicar tempo para a vida pessoal

E por fim, não caia na tentação de lotar sua agenda de compromissos profissionais e não deixar nenhum tempo para a vida pessoal, como passeios com a família, jantares com amigos e a prática de algum esporte.

Uma das vantagens de ser um profissional autônomo é ter flexibilidade de horários para aproveitar melhor a vida, mas é preciso tomar cuidado para não transformar isso em uma desvantagem e tentar acumular trabalhos gananciosamente.

Equilíbrio entre o pessoal e profissional não significa produzir menos: na verdade, muitas pessoas que sufocam sua agenda com o trabalho apenas não sabem como otimizar o seu tempo.

E agora que você já conhece essas 6 dicas de planejamento de atividades para topógrafos, que tal assinar nossa newsletter para ficar por dentro de mais novidades sobre a área? Esperamos você!

Sobre o autor

CPE Tecnologia

Deixar comentário.

Share This