Seu negócio

Conheça de uma vez por todas as previsões para o setor topografia

Escrito por CPE Tecnologia

Com as variações do mercado brasileiro nos últimos anos, muitos profissionais da topografia se depararam com algumas dúvidas quanto a situação do setor. Por outro lado, a rápida evolução tecnológica vem gerando possibilidades interessantes. Consequentemente, é natural olhar para o futuro com alguma incerteza.

Quais são as previsões para o setor de topografia? Como está o mercado atualmente? Quais são os desafios da área? Criamos este post para tirar todas as suas dúvidas sobre o assunto, além de dar algumas dicas para otimizar os processos de topografia. Confira!

Situação do mercado de topografia

Depois de alguns anos de incertezas, o mercado brasileiro está voltando a aquecer. Com isso, o setor de topografia também entrou em fase de crescimento — são novas oportunidades que tendem a ganhar ainda mais impulso com a entrada de novas tecnologias.

Os avanços em pesquisa e desenvolvimento nos trouxeram uma série de inovações importantes. Os hardwares, para começar, estão se tornando mais potentes. Cada vez mais processos estão sendo automatizados, proporcionando um aumento na quantidade de dados coletados.

Os equipamentos são cada vez menores, mais leves, portáteis e com capacidade para captar imagens de qualidade mais alta nas áreas levantadas. O resultado é um serviço que tende a oferecer ainda mais aos clientes, sem que isso gere necessariamente grandes impactos nos custos.

O mercado atual demonstra que há espaço para o trabalho desses profissionais — principalmente os que investem em tecnologias que facilitam os procedimentos de campo.

Tendências para a topografia

uso de drones é certamente uma das grandes tendências do setor de topografia — e os profissionais da área já perceberam isso. Os drones facilitam a captação de imagens, agilizam o processo, coletam dados com qualidade e permitem a otimização do trabalho como um todo sem a necessidade de grandes equipes de campo.

Podemos observar uma tendência geral de automatização dos processos de medição, redução dos tamanhos dos equipamentos e aumento da resolução e do detalhamento dos dados. Especificamente em relação aos drones, podemos esperar aeronaves com estabilidade e autonomia cada vez maiores.

Os receptores de Global Navigation Satellite System (GNSS) também merecem destaque. Sua capacidade de auxiliar no levantamento topográfico em diferentes tipos de terreno só tem aumentado, graças à inserção de mais satélites e canais de captação.

O método de posicionamento relativo cinemático em tempo real (RTK) tende a ganhar espaço graças a esses avanços tecnológicos. Os equipamentos para a realização desse procedimento estão cada vez mais precisos e eficientes, o que deve torná-los ainda mais acessíveis.

Entretanto, alguns desafios persistem na área, o que exige alguns cuidados por parte dos profissionais.

Desafios da área

Um dos principais desafios continua sendo a atualização do conhecimento técnico dos profissionais. Assim como acontece em diversas outras áreas, o surgimento de novos equipamentos e procedimentos tende a ser acelerado e dificultar a vida do topógrafo.

Mudanças ocorrem quando menos se espera, fazendo com que processos antigos se tornem obsoletos ou as demandas do mercado exijam estratégias mais eficientes. Compreender o que é uma imagem espectral ou estabelecer as bases para aplicar o RTK são exemplos de processos que deram (e ainda dão) muito trabalho para os profissionais da área.

É preciso se manter atualizado, entender o funcionamento das novas tecnologias, avaliar as possibilidades e investir com inteligência. Isso também tem sido um desafio, já que estabelecer um orçamento para gastar com equipamentos depende muito da demanda de serviço de cada empresa de topografia.

Ainda assim, não há motivo para desespero. É possível adotar algumas práticas que facilitam a vida, evitando que as novas tecnologias sejam obstáculos e garantindo que elas sejam o que devem ser: ferramentas para ajudar no trabalho.

Otimização da topografia

Conhecer o mercado no qual você atua é um primeiro passo. Verificar a demanda de serviço, o que exatamente tem sido contratado, quem são as empresas concorrentes, o que elas oferecem, entre outros aspectos, ajuda na criação de um planejamento para investir em novas tecnologias.

Para complementar, é fundamental contar com um fornecedor de confiança. O motivo é simples: além de utilizar tecnologia de ponta, você poderá tirar dúvidas, conhecer as novidades que estão por vir, buscar treinamentos etc.

Aqui entra outro ponto fundamental: estar em contato com as novidades da topografia. Além das novas tecnologias, é preciso conhecer as tendências, os métodos e as previsões para o setor de topografia. Destacamos anteriormente que se manter atualizado é um grande desafio — isso torna necessário estar presente em ambientes de troca de informação.

A inovação não ocorre apenas em laboratórios, mas no mercado. A popularização de novas formas de trabalhar é algo que se torna realidade em congressos, workshops e outros eventos voltados para o setor. Basta olhar os lançamentos mais recentes para constatar que eles geram mudanças essenciais na forma de trabalhar.

Os drones com sensor multiespectral, por exemplo, estão ganhando espaço no mercado. A linha industrial matrice, da DJI, é uma das que se destaca no Brasil graças à câmera Z30 voltada para inspeção. Ela tem o melhor e maior zoom do mercado, além de controlador integrado e de promover risco operacional zero.

 

Estar antenado a esse tipo de novidade é essencial, da mesma forma que estar capacitado para operar esses equipamentos. Para tanto, mantenha o hábito de fazer cursos de capacitação, participar de seminários, correr atrás do que o mercado está oferecendo. Muito mais do que adquirir certificados, estar presente nesses eventos promove a evolução constante do seu conhecimento no assunto.

Além disso, permite que você crie um networking e mantenha sua rede social atualizada, estando sempre em contato com outros profissionais da área. Para completar, esses ambientes são vitrines que permitem que você exponha seus trabalhos e conquiste novos clientes. A troca de informações é muito rica e você pode se beneficiar diretamente disso.

Agora que você já conhece as previsões para o setor de topografia, veja também nosso post sobre como se manter atualizado nesse mercado!

Sobre o autor

CPE Tecnologia

Deixar comentário.

Share This