Seu negócio

Afinal, como a variação cambial afeta no valor dos equipamentos?

Escrito por CPE Tecnologia

Para baixo ou para cima, sempre observamos variações no valor do dólar no Brasil. E, se você pensa que tais flutuações afetam apenas multinacionais e investidores, está muito enganado. O sobe e desce da moeda americana também afeta as pequenas e médias empresas, principalmente quando o assunto é o valor dos equipamentos que são importados do exterior.

Estamos acostumados a ver a variação do dólar como um movimento que afeta empresas de grande porte, principalmente exportadoras e importadoras. Se o valor do dólar aumenta, ótimo para as empresas exportadoras, que vendem seu produto ou serviço a um valor mais alto. Por outro lado, prejuízo para as importadoras, que acabam pagando mais caro para adquirir bens e serviços.

As pequenas e médias empresas podem parecer imunes a esse tipo de variação. No entanto, na prática, as coisas não são bem assim. A flutuação da taxa de câmbio causa impactos indiretos nas PMES, principalmente naquelas que dependem do uso de equipamentos importados.

As prestadoras de serviços de topografia fazem parte dos casos afetados por essa realidade. A maioria dos equipamentos são fabricados em outros países e, por isso, passam por variações em seus preços de aquisição, afetando o planejamento financeiro dessas empresas. Taxas mais altas aumentam seu preço, enquanto baixas no dólar podem diminuí-lo.

Nesta publicação, vamos explicar em detalhes como esse fenômeno ocorre. Continue lendo e descubra!

Taxa de câmbio x variação cambial do dólar

O dólar varia por um motivo muito simples: o conceito de oferta e demanda. Se há muitos dólares disponíveis em um país, a moeda americana é desvalorizada. Se há pouco, a moeda se valoriza.

A principal causa desse fenômeno é a taxa de câmbio. Ela é formada pela relação entre duas moedas — a do país em questão e o dólar. Assim, tal taxa define a negociação entre os dois países, impactando nos preços utilizados por ambas economias.

A relação entre esses dois conceitos pode ser entendida como diretamente proporcional: se o dólar aumenta de valor em comparação à moeda do país de análise, a taxa cambial também aumenta. Se o valor do dólar diminui, a taxa cambial também sofre uma redução.

A variação do dólar pode correr em três versões: turismo, comercial e PTAX. No caso da importação de equipamentos, o dólar aplicado é o comercial, versão utilizada em operações comerciais realizadas por pessoas jurídicas. A seguir, vejamos que aspectos podem impactar esse fenômeno.

Taxas de juros

Com grande influência sobre a variação cambial, essas taxas — tanto nacionais quanto internacionais — variam de acordo com a relação entre uma moeda e outra. Por exemplo, a diminuição da taxa de juros nacional pode fazer o investidor preferir os Estados Unidos, diminuindo a presença do dólar e aumentando a cotação da moeda estrangeira.

Balança comercial

Esse conceito define a relação entre o total de importações e exportações. Uma balança comercial negativa indica que há menos dólares no país, o que acarreta no aumento do valor da moeda.

Preços de commodities

Frutas, petróleo, energia, minérios, madeira e café. As commodities são produtos comercializados sem alterações, e seu movimento de entrada e saída do país também contribui para a variação cambial.

Risco-país

Indicador internacional que representa o quão instável é uma nação, o risco-país pode ser influenciado por fatores como situação econômica, segurança pública, estabilidade (ou instabilidade) política etc. Índices baixos atraem investidores internacionais, aumentando a disponibilidade do dólar no mercado e diminuindo sua cotação.

Intervenção do Banco Central

O Banco Central participa das tentativas de controlar aspectos como a inflação, a taxa de juros e a variação cambial. Sua atuação consiste em colocar ou retirar dólares do mercado, provendo uma alternativa emergencial para situações em que a taxa cambial esteja em condições prejudiciais para a economia nacional.

Variação cambial do dólar x valor dos equipamentos

A variação cambial do dólar causa fortes impactos na economia. Como a moeda americana é usada de referência na economia internacional, sua oscilação costuma influenciar diversos países.

No caso do Brasil, é comum ver casos em que até mesmo pequenos produtores rurais se veem afetados pela variação cambial. Mesmo utilizando insumos locais e comercializando internamente, muitas vezes sua produção depende de equipamentos, os quais geralmente são importados e, por tanto, comprados em dólar.

Para os pequenos empreendedores que necessitam comprar equipamentos importados, o maior problema é o financiamento. Com as sucessivas variações do dólar e a consequente imprevisibilidade das cotações, muitas vezes os compradores encontram dificuldade para planejar suas aquisições.

Financiado com base em um determinado valor, a elevação da taxa cambial pode levar a expressivas subidas de preço, e o comprador acaba pagando mais do que havia planejado.

No caso dos equipamentos utilizados nos serviços topográficos, a realidade não é diferente. Como a maioria desses produtos vem de outros países, seus preços estão sujeitos à variação cambial. Assim, o topógrafo pode encontrar surpresas na hora de comprar novos equipamentos, como oscilação de preços ou valores finais mais altos em determinado período.

Nesse sentido, é importante que o pequeno e médio empreendedor da topografia se planeje muito bem. Na hora de comprar um novo equipamento, uma sugestão é se manter atento às variações do mercado e da economia, aproveitando momentos de baixa do dólar para realizar as compras.

Se em um momento o preço está atrativo, porém o mercado está oscilando, as alternativas são adquirir os equipamentos à vista ou negociar as condições do financiamento. Se nenhuma das duas opções for viável, pode-se pensar em alugar os equipamentos, deixando sua compra para um momento mais oportuno.

O empreendedor também pode considerar aumentar o valor do serviço, repassando ao cliente parte desse incremento dos equipamentos.

A variação cambial pode gerar grandes impactos no valor dos equipamentos importados. A oscilação do dólar influencia no momento da compra e, por isso, o empreendedor deve buscar alternativas para minimizar os impactos econômicos que esse fenômeno pode causar em seu negócio. 

Suas dúvidas sobre a compra de equipamentos importados foram solucionadas? Continue se informando e veja as 4 coisas que você precisa saber sobre os equipamentos high end.

Sobre o autor

CPE Tecnologia

Deixar comentário.

Share This