Equipamentos

Otimização no uso da Estação Total: aumente sua produtividade

Escrito por CPE Tecnologia

Para otimizar o uso de qualquer equipamento é importante o conhecimento das características e do modo de operação. Assim como todo instrumento de trabalho, a estação total apresenta suas particularidades e conhecê-las possibilita utilizar todo o seu potencial e aumentar a produtividade em seu trabalho.

A estação total é um equipamento utilizado para medir ângulos e distâncias, sendo necessário ter certos cuidados. Continue lendo este artigo e saiba como otimizar o uso desse instrumento.

Como trabalha uma estação total

Estações totais são equipamentos eletrônicos que realizam medições de ângulos verticais, horizontais e distâncias lineares. 

O trabalho com a utilização da estação total é realizado com o posicionamento do equipamento em um local livre de obstáculos entre ela e o prisma, ou do local a ser medido, no caso da não utilização de prisma. A estação gera um feixe de laser que é refletido pelo prisma e retorna ao equipamento. Além da realização de medições, o equipamento permite armazenar os dados coletados em uma memória interna. Posteriormente, é possível transferi-los a programas de cálculos topográficos e tratá-los em softwares CAD.

Dentre as categorias das estações totais podemos citar o servo-motor, automática e robótica. É relevante adotar a melhor opção de categoria após a análise crítica da necessidade do serviço a ser realizado. Essa escolha influenciará na automatização do processo, mode de operação e rendimento.

Como otimizar o uso da estação total

Fazer o melhor uso possível de um equipamento como a estação total depende de uma série de fatores. Veja aqui o que você pode fazer para otimizar o uso do seu instrumento de trabalho e alcançar melhores resultados.

Realizar um pré-projeto

O primeiro passo para fazer qualquer levantamento topográfico é conhecer muito bem o objetivo do trabalho a ser realizado.

É comum que os profissionais se encontrem com grandes extensões topográficas a medir. No entanto, independentemente do tamanho do terreno, é importante que o profissional realize um reconhecimento prévio da área de estudo.

Nessa fase, o importante é analisar o tipo de terreno, a declividade, o relevo e as dimensões da área, bem como se existem corpos d’água, edificações, vegetação, outros elementos relevantes e condições que podem complicar as atividades de campo. Conhecendo essas informações, será possível determinar a melhor técnica a ser utilizada e planejar a execução do levantamento.

Instalar a estação total

Agora que você já conhece as características da área de estudo e já planejou como vai realizar o trabalho, é hora de começar a fazer o levantamento.

O primeiro passo é instalar a estação total de maneira correta. Certamente, você já definiu o local de instalação na etapa de pré-projeto. Assim, basta colocá-la no lugar adequado.

Para realizar essa instalação, você pode seguir os seguintes procedimentos:

  • subir as pernas do tripé até a altura do seu queixo;
  • folgar as travas e abrir as pernas do tripé igualmente;
  • nivelar o prato do tripé de maneira que fique o mais horizontal possível;
  • fixar firmemente as pernas do tripé;
  • colocar a estação total sobre o tripé e fixá-la com o auxílio do parafuso central;
  • conferir, via luneta ou fio laser, se o equipamento está centrado corretamente.

Seguindo esses passos, você garantirá que o instrumento esteja em condições adequadas para uso, evitando possíveis erros de medição decorrentes de um posicionamento errado.

Nivelar a estação total

Após o equipamento ser instalado, é hora de nivelá-lo. Observe os níveis de bolha tanto na base quanto abaixo da luneta. Caso haja algum desvio, você pode corrigi-lo das seguintes maneiras:

  • para ajustar o nível esférico da base, mova as pernas do tripé;
  • para ajustar o nível cilíndrico abaixo da luneta, corrija os calantes e deixe-os no centro.

Para ajustar os calantes, você deve corrigir aqueles que estejam opostos ao lado em que você está. Para isso, deve girar os dois parafusos em direções opostas. Depois, mover-se 90 graus e ajustar os demais.

Algumas estações totais contam com a função de nivelamento digital. Se esse é o seu caso, você deve verificar o visor do equipamento.

Armazenar e processar os dados levantados

Estações totais armazenam dados automaticamente, arquivando as informações levantadas em uma memória interna. Basicamente, o sistema simula uma caderneta de campo, porém de modo digital.

Essa função é um dos pontos fortes desses equipamentos, já que evita erros humanos, facilita o processo e agiliza o trabalho. Ainda assim, você deve estar atento para nomear seus pontos de forma e saber identificá-los quando estiver processando os dados levantados.

Levantamento e armazenamento realizados, é hora de processar os dados sobre o terreno. Cada tipo de estação total tem diferentes formas de descarregar e transferir dados. Assim, é importante estar atento às particularidades do seu equipamento. Na hora de processar as informações, confira se a qualidade dos dados está de acordo com os objetivos estabelecidos na fase de pré-projeto.

Armazenar e transportar o equipamento

A maneira como você guarda e transporta sua estação total pode interferir na qualidade dos seus dados. Por isso, lembre-se sempre dos seguintes pontos:

  • se não estiver usando o equipamento, sempre o mantenha dentro da caixa;
  • ao terminar de utilizá-lo, limpe-o de qualquer resíduo;
  • ao guardá-lo na caixa, verifique se está na posição correta;
  • sempre confira as orientações do modelo do seu equipamento.

Seguir esses conselhos vai ajudar a evitar desgastes, além de proteger o equipamento caso ocorram quedas ou outros imprevistos e acidentes.

Além de seguir esses passos, também é importante realizar manutenções periódicas no seu equipamento. Para garantir um uso otimizado, você deve sempre mantê-la em boas condições e calibrada.

Tem um projeto topográfico em vista e pensa em utilizar uma estação total? Então, leia agora nosso artigo sobre o que considerar na hora de alugar um equipamento!

Sobre o autor

CPE Tecnologia

Deixar comentário.

Share This