Atualidades

Saiba como o uso de Geotecnologias se relaciona com a Amazônia!

A Amazônia tem estado em destaque nos noticiários nos últimos tempos e não é para menos. A floresta é o maior bioma do Brasil, a bacia amazônica é a maior bacia hidrográfica do mundo. As estimativas situam a região como a maior reserva de madeira tropical do mundo e seus recursos naturais se estendem a enormes estoques de borracha, castanha, peixe e minérios. Não se pode esquecer a grande riqueza cultural, incluindo o conhecimento tradicional sobre os usos e a forma de explorar esses recursos naturais sem esgotá-los nem destruir o habitat natural.

E onde as Geotecnologias se encaixam nesse assunto? A grandiosidade da região não esconde a fragilidade crescente do ecossistema. Continue a leitura deste post e saiba mais!

E o que são Geotecnologias afinal?

Primeiramente se você não sabe o que são Geotecnologias, precisamos defini-las. As geotecnologias ou geoprocessamentos surgiram para otimizar o processo de coleta, armazenamento, manipulação e a saída de dados, sendo um conjunto de técnicas e métodos para realizar essas atividades e disponibilizar informações com referência geográfica. As geotecnologias são compostas por soluções em hardware e software que juntas constituem poderosas ferramentas para tomada de decisão. Dentre as geotecnologias podemos citar: sistemas de informação geográfica, cartografia digital, sensoriamento remoto, sistema de posicionamento global e a topografia georeferenciada.

E como a Geotecnologia e áreas como a Amazônia se relacionam?

Você que é do ramo da Agrimensura sabe que realizar um levantamento exige trabalho. Mentalize um levantamento em extensas áreas, podendo ter dificuldades de acesso, situações adversas como mata fechada e cursos d’água. O uso de Geotecnologias nessas situações otimizam os processos.

Compreender a distribuição espacial de fenômenos naturais constitui um desafio para o esclarecimento de questões e a solução de problemas em diversas áreas do conhecimento, como na saúde, estudos ambientais, urbanos, agronômicos, econômicos, entre tantos outros. A tecnologia de Sistemas de Informação Geográfica, dada sua capacidade em armazenar, gerenciar e analisar diversos tipos de dados espacialmente referenciados, mostra-se como importante mecanismo de consultas e análises, gerando novas informações e permitindo uma melhor visualização da distribuição espacial de fenômenos demográficos, sociais, econômicos e ambientais.

Foto: Escaneamento a laser em florestas

Entendendo na prática!

Vamos exemplificar citando o escaneamento terrestre a laser de regiões para aplicação em estudos de mudanças geomorfológicas, ou seja, estudo das formas da superfície terrestre. Para isso, é necessário identificar, descrever e analisar tais formas de relevos, assim como os aspectos genéticos, de tempo, forma, aparência, necessidades, adaptabilidade, tanto passados como atuais, naturais ou antropogênico.

Esses estudos têm aplicações, por exemplo, na geologia, mineralogia, estudo da flora, fauna, erosões, onde as pesquisas são baseadas na utilização de dados captados através de equipamentos eficientes e rápidos na captação de dado. As informações podem ser analisadas, pesquisadas, comparadas com dados passados e servir de consulta para situações futuras. A partir da análise atual e do monitoramento é possível definir as melhores técnicas necessárias para cada situação.

As tecnologias permitem o detalhamento morfológico de forma precisa com dados georreferenciados de maneira rápida e automatizada.

Ficou claro como as Geotecnologias são utilizadas em áreas diversas e que suas aplicações estão em expansão contínua?

Gostou do nosso texto e quer sugerir temas para abordarmos no blog? Entre em contato conosco!

Sobre o autor

CPE Tecnologia

Deixar comentário.

Share This