Atualidades Equipamentos

i73: Conheça o GNSS RTK “de bolso” da CHCNAV

i73
Escrito por CPE Tecnologia

O i73, solução GNSS RTK “de bolso” da CHCNAV é um avanço significativo em termos de transporte e manuseio de equipamentos topográficos. Quer saber tudo ele?

Confira nos tópicos a seguir:

  • O que é o i73?
  • Por que o i73 difere de outros modelos?
  • O que preciso avaliar antes de usar?
  • O i73 já está disponível no Brasil?

O que é o i73?

Não é de hoje que as empresas de medições topográficas e georreferenciamento tentam resolver o problema de transportar equipamentos grandes e pesados. Sendo assim, i73 é uma revolução para o mercado.

Ademais, os avanços já aconteceram com o i50 da CHCNAV, compacto e de baixo custo, e continuaram com o i90, da mesma fabricante (ambos ainda disponíveis no mercado), que adicionou o Sensor Inercial (IMU) ao equipamento, algo que possibilita as medições mesmo com o bastão inclinado.

Apesar de o número do modelo estar abaixo do i90, o i73 é apresentado pela CHCNAV como uma evolução em termos de GNSS RTK.

Qual é a diferença?

Por que o i73 é diferente de outros modelos?

Por ser consideravelmente menor que os equipamentos da mesma “família”, o i73 é vendido pela fabricante como um RTK “de bolso”.

Afinal, ao nível de comparação, a novidade da CHCNAV é menor em 25% de largura e 20% de comprimento em relação ao i90.

O peso do equipamento é reduzido, chegando a 0.730 kg. Ou seja, menos de 1 quilo (bateria Inclusa).

Além dos comparativos físicos, o i73 também apresenta mudanças em seu interior.

A duração da bateria é de 12h a 15h, dependendo do uso. Em contraste, o i90 apresenta duração máxima de apenas 10h.

Também muda o desempenho da Unidade de Medição Inercial, conhecida como Sensor IMU (saiba mais aqui), que corrige a inclinação do equipamento em até 45°, maior que os 30° do equipamento anterior da CHCNAV.

O que preciso avaliar antes de usar?

Contudo, antes de aderir ao i73, convém avaliar algumas questões que podem ser importantes para o seu serviço.

A capacidade de armazenamento de dados dessa solução é menor do que o i90 e igual ao do i50: 8 gigabytes.

O alcance de sinal é semelhante ao dos seus “irmãos”, com capacidade de rastrear 624 canais dos sistemas GPS, Galileo, Glonass e BeiDou.

O i73 já está disponível no Brasil?

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) homologou, recentemente, o equipamento para uso em território nacional.

Desse modo, isso significa que, desde a autorização da agência, é possível encontrar o produto para venda e locação.

A primeira a disponibilizar o produto em larga escala para compra será a CPE Tecnologia, distribuidora oficial da CHCNAV no Brasil, a partir de junho de 2022.

Quer uma dica?

Por fim, como você pode perceber, o i73 é uma solução eficaz para encurtar o tempo e a facilitar a logística dos seus serviços.

Por isso, a CPE Tecnologia disponibiliza consultores especialistas para tirar dúvidas, e ampliar o conhecimento do público, sobre novidades no mercado. Assim, clique na imagem abaixo e fale com um deles.

fale com um consultor CPE

Sobre o autor

CPE Tecnologia

Deixar comentário.

Share This